20200206 VitoriaCosta RemocaoTartarugasPeixesLagoEntradaEsteio abre
Fotos: Vitória Costa
O período de estiagem registrado neste verão resultou na redução do nível da água do lago próximo ao viaduto João Belchior Goulart (viaduto da Rua Padre Felipe), no acesso a Esteio. Com isso, o desenvolvimento e a vida dos animais que vivem ali ficaram comprometidos. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) recebeu demandas sobre essa situação e, nesta quinta-feira (6), a equipe da Patrulha Integrada de Proteção Ambiental (Pipa) do Município, em parceira com o Departamento de Bem-Estar Animal da SMMA e a Guarda Municipal, realizou uma ação de resgate e transferência desses animais para locais com mais água.

Cerca de 64 exemplares foram salvos, sendo 55 peixes da espécie cascudo, seis tartarugas tigres-d'água, dois cágados e uma tartaruga híbrida. Segundo a coordenadora do Departamento de Bem-Estar Animal, Luciane Baretta, a tartaruga híbrida encontrada é provavelmente uma mistura entre as tartarugas tigres-d'água, espécie nativa, e orelha vermelha, considerada exótica. Ela foi transferida, juntamente com os peixes, para o lago no outro lado do acesso ao viaduto. Já os exemplares de tartarugas tigres-d'água e cágados foram levados para Rio dos Sinos, retornando para seu habitat. A transferência de outros animais que permaneceram no lago será retomada nesta sexta-feira.

Em Esteio, a apresentação de demandas deste tipo ou de denúncias de crimes contra o meio ambiente podem ser feitas pelo DisquEsteio (0800-541-0400), pelo telefone da Guarda Municipal (153), pelo e-mail smov@esteio.rs.gov.br ou, ainda, pelo aplicativo Fiscale.vc disponível para baixar tanto na App Store, para dispositivos da Apple, quanto na Google Play, no caso de aparelhos com sistema Android.

Texto: Vitória Costa

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1