20200206 EduardoBarattoLeonardi RenovaEsteioDrenagemRuaTaquara abre
Fotos: Eduardo Baratto Leonardi
As obras do Renova Esteio Drenagem na Rua Taquara, última via do lote 3 do projeto a receber as ações do projeto, começaram nesta quinta-feira (6). Os trabalhos, realizados por funcionários da Dobil Engenharia, empresa contratada via licitação, estão ocorrendo no trecho da rua próximo ao Arroio Sapucaia. Serão instalados 466 metros de novas tubulações, melhorando a vazão da água no entorno em dias de chuva.

 

Maior programa de microdrenagem da história de Esteio, com mais de R$ 8 milhões em investimentos, o Renova Drenagem tem como objetivo promover melhorias no sistema de escoamento pluvial em 19 ruas e avenidas da cidade, em uma extensão de mais de 5,7 mil metros. Quando as obras na Rua Taquara forem concluídas, a etapa 3 do projeto será finalizada, terminando quatro das sete etapas inicialmente previstas no programa. Outras vias beneficiadas nesta fase foram a Av. Padre Antônio Vieira e as ruas Theodomiro Porto da Fonseca, São Borja, Santana e João Simões Neto.

 

Já foram finalizadas, também, as intervenções da etapa 1, abrangendo as ruas Pedro Lerbach e Maurício Cardoso e na Avenida Padre Claret, com a instalação de tubos de 60cm, 80cm, 1m, 1,2m e 1,5m, em uma extensão de 2.212 metros. Na fase 2, foi concluída a colocação de canos de 60cm, 1m e 1,2m nas ruas Alegrete, Nações Árabes e Osvaldo Jesus Vieira e nas avenidas João Paulo I e Lindolfo Collor. A Av. Presidente Vargas e as ruas Pinto Bandeira, Maracanã e Caxias foram atendidas na fase 4 do Renova, com novos tubos de 60cm, 80cm e 1m de diâmetro em uma extensão de 765m. As ações nos lotes 5 (construção de escadaria hidráulica na Rua Rita de Castro Carvalho), 6 (especificamente de manutenção e ampliação de redes de drenagem pluvial) e 7 ainda estão em fase de definição.

 

Os recursos são provenientes do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada entre a Prefeitura e a Corsan. O fundo foi estabelecido após assinatura, em maio de 2018, de termo aditivo que estendeu por 37 anos a parceria existente com a empresa para prestar o abastecimento de água e o saneamento no Município, em consequência da adesão de Esteio ao projeto da Parceria Público-Privada (PPP) da estatal gaúcha.

 

A elaboração das ações previstas tiveram como base o Plano Diretor de Manejo das Águas Pluviais (PDMAP) de Esteio, também chamado como Plano Diretor de Drenagem. Sancionado em junho de 2017 (à época, o Município foi pioneiro na sanção desse tipo de documento), o texto estabelece as diretrizes e a normatização para a elaboração de estudos e projetos para enfrentar o problema de enchentes e alagamentos em Esteio.

 

gallery1 gallery1 gallery1