b_200_133_16777215_00_images_Fotos_2013_03marco2013_190313CleberSganzerlaReuniaoTerritorioPaz.jpgFoi apresentado pela Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSMU), na noite desta terça-feira (19), o Projeto de Policiamento Comunitário que está sendo realizado no Território de Paz Primavera. A reunião, realizada no Centro de Convivência, contou com a participação de lideranças comunitárias, representantes de entidades, comerciantes e moradores da região que fazem parte da região.

“Além de aproximar o poder público municipal, os agentes do Policiamento Comunitário e a comunidade que abrange os bairros do Parque Primavera, a reunião teve como objetivo entender a realidade dos moradores e aprimorar a necessidade de cada um”, disse o titular da SMSMU Arno Leonhardt.

Também estavam presentes representantes das secretarias de Educação e Esporte, de Cidadania e Desenvolvimento Social e da Saúde.

A reunião é parte do trabalho conjunto do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), que reúne órgãos da Prefeitura e das forças de segurança como Brigada Militar e Polícia Civil.

O Território de Paz do Primavera contempla os bairros Parque Primavera (Hípica, Barreira, Travessa Jorge de Souza Moraes, Vila Nazareno) e Três Marias (Votorantim, Jardim das Figueiras).

Sobre o Policiamento Comunitário
A proposta de policiamento comunitário gera uma relação de confiança entre as Brigada Militar e comunidade, descentralizando a atividade policial e aproximando os agentes da realidade e dos problemas dos bairros. Além disso, o policiamento comunitário dá ênfase na prevenção do crime, resolução de conflitos na sua origem e integra diversos órgãos públicos. Cada Território de Paz possui uma viatura e três policiais militares que auxiliam nas ações (além do Primavera a ação é realizada  na região do Bairro São José) .

Enquanto no policiamento tradicional a polícia atua de forma pontual, quando o problema já está colocado, no modelo comunitário ela atua integrada à comunidade. Assim, desenvolve um trabalho para impedir o surgimento de um problema de segurança e também evitar que os já existentes aumentem.

As questões de segurança são tratadas junto com a população, tanto na definição de quais devem ser as prioridades da polícia, como as estratégias de policiamento gostariam que fossem implantadas. Além de prestar contas de suas atividades e resultados às autoridades legais, a polícia também leva as mesmas informações aos cidadãos da região onde atua.