20210113 AdrianoRosadaRocha AssinaturaFeevaleTechpark abre
Fotos: Adriano Rosa da Rocha
Com a implementação de uma unidade do Feevale Techpark em Esteio a partir da assinatura de um contrato entre a Prefeitura Municipal e a Universidade Feevale, nesta quarta-feira (13), 15 ideias e projetos de negócios de empreendedores esteienses poderão se beneficiar da assessoria de instituição de ensino para se estabelecer e progredir. A parceria foi assinada pelo prefeito Leonardo Pascoal e pelo reitor da Feevale, Cleber Prodanov, na sede do polo digital da universidade no Município.

 

A medida visa oportunizar um espaço para a evolução de negócios na cidade, estimulando novas ideias e a geração de emprego e de renda. “Acreditamos muito no empreendedorismo como ferramenta para o desenvolvimento de Esteio. Temos um setor industrial pujante, mas a nossa área territorial não permite uma expansão. Para dar continuidade ao ciclo de crescimento sustentável de nossa cidade no futuro, precisamos encontrar novos caminhos e pensar em uma mudança na matriz econômica, com novas ideias que possam agregar bastante valor e gerar empregos em espaços menores”, argumentou Pascoal, que valorizou a parceria com a Feevale. “Quando a universidade abriu sua sede em Esteio, lembro que o reitor comentou que não seria apenas um prédio e que buscariam se inserir na comunidade. A gente percebe que isso está acontecendo, com muitas colaborações em diferentes áreas, como educação, empreendedorismo e saúde”, destacou.

 

Prodanov comentou sobre a receptividade desde a chegada da instituição ao Município. “Quando escolhemos Esteio, Esteio também nos escolheu. A cidade nos acolheu tão bem que estamos sempre buscando trazer ações que possam colaborar com a comunidade e permitir o desenvolvimento do Município a longo prazo”, explicou.

 

Também participaram do ato de assinatura do contrato os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Felipe Costella, de Educação, Tatiana Tanara, a presidente da Câmara de Vereadores, Fernanda Fernandes, e o presidente da Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur), mantenedora da Universidade Feevale, Roberto Cardoso.

 

Contrato prevê a realização de três ciclos de assessorias e capacitações em 2021

Conforme o contrato assinado nesta quarta, 15 empresas serão pré-incubadas no Feevale Techpark e participarão de ciclos de assessorias e capacitações, com duração de cerca de quatro meses. Estão previstos três ciclos ao longo de 2021, cada um envolvendo até cinco projetos de negócios. A seleção das iniciativas se dará através de “pitch”, uma apresentação da proposta pelo empreendedor à uma banca formada por três avaliadores (a ideia é que um seja do Município e os demais da Feevale).

 

Serão realizados três “pitches”, um para cada ciclo. O primeiro está agendado para 25 de fevereiro e, em função das restrições pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), será online. As inscrições serão feitas em um site que será disponibilizado pela universidade. A data de abertura está em definição e será divulgada na página e nas redes sociais da Prefeitura de Esteio. Não será necessário ter uma empresa já constituída para participar do processo.

 

As propostas aprovadas assinarão contrato de pré-incubação e participarão de assessorias individuais, previstas para ter início, neste primeiro ciclo, em março. Elas abordarão cinco eixos (tecnologia, gestão, empreendedorismo, marketing e finanças), totalizando 20 horas de atendimentos. Neste período, a universidade auxiliará na elaboração de planos de ação dos empreendedores, possibilitando o desenvolvimento dinâmico e ágil de produtos, serviços e tecnologias, visando à solução de problemas reais encontrados no mercado. Ao final do ciclo, o empreendedor participa de uma nova banca, que definirá se a proposta passará de pré-incubada para empresa incubada no Feevale Techpark, recebendo outros dois anos de assessoria, ou se precisará de aprimoramentos.

 

Além das 15 ideias pré-incubadas, o contrato prevê, ainda, a oferta de mentoria para cinco empresas do Município já estabelecidas. Elas serão apontadas pela Prefeitura à Feevale, que fará um primeiro contato com as instituições para verificar quais são os gargalos e assessorá-las na busca por resoluções das questões apontadas.

 

Os processos de suporte do Feevale Techpark, que foi reconhecido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) como um dos três melhores parques tecnológicos do Brasil, estão de acordo com as melhores práticas nacionais e internacionais. Com 15 anos, o parque busca promover a geração e o crescimento de empreendimentos inovadores e de base tecnológica. Atualmente, possui unidades em Campo Bom, Novo Hamburgo e Porto Alegre.

 

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1