20190524 LucianaAbdur AplicacaoProvaEsteioOitavosAnos 013
Foto: Luciana Abdur
O prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, anunciou nesta sexta-feira (29), a prorrogação da suspensão das aulas presenciais nas instituições de Educação Infantil e de Ensino Fundamental da rede da Secretaria Municipal de Educação (SME) até o final de julho, em função do quadro atual da pandemia de novo coronavírus (COVID-19). Ao mesmo tempo, a Prefeitura lançou o Programa Emergencial de Educação (PEED), que tem por objetivo assegurar a manutenção do vínculo escolar e a continuidade do processo educativo. A iniciativa prevê, além da disponibilização de atividades online, a ida até a casa dos estudantes por professores visitadores, visando atender a alunos sem acesso à Internet oriundos de famílias em situação de vulnerabilidade social.

 

Outras novidades do PEED são a oferta de conteúdos voltados à Educação Infantil para serem trabalhados em casa; a disponibilização, para os alunos do Ensino Fundamental, de um repositório virtual para complementar as atividades escolares obrigatórias implantadas desde 11 de maio; e a criação de uma reunião semanal entre professores e estudantes para tirar dúvidas.

 

Caso o aluno não tenha como participar das reuniões e das atividades pela Internet, ele poderá ser incluído no atendimento domiciliar. A expectativa é que de 2 a 3 mil crianças sejam beneficiadas por essa iniciativa. As visitas domiciliares serão feitas por educadores da rede municipal que se inscreverem para participar no projeto. Eles vão atuar com uma carga horária de 20h por semana, sendo que 10h serão destinadas a deslocamentos e produção de relatórios, e receberão remuneração adicional.

 

O atendimento depende da concordância dos pais ou dos responsáveis pelos estudantes e terá duração de aproximadamente uma hora por semana com cada aluno, período que pode variar, conforme o caso. Além de atuar diretamente na orientação do estudante, o visitador pode exibir os conteúdos online da SME e acionar, por videochamada, o professor regente ou da área específica para sanar dúvidas do aluno.

 

As inscrições de professores que queiram fazer parte da equipe de atendimento domiciliar serão abertas na segunda-feira (1º). Na terça-feira (2), começa o mapeamento dos alunos com necessidade de receber as visitas. Na quinta (4) e na sexta-feira (5), ocorre a formação dos professores que se integrarão ao projeto e a definição do calendário de visitação. A previsão é que os educadores comecem a ir até a casa dos estudantes a partir do dia 8 de junho.

 

Estudantes seguem com atividades online em junho e julho

A perspectiva da Prefeitura é que as aulas presenciais sejam retomadas na rede da SME a partir de agosto. Esta previsão pode mudar conforme a situação da pandemia na cidade e no Rio Grande do Sul.

 

Desde 11 de maio, a Prefeitura está promovendo atividades escolares obrigatórias para os estudantes do Ensino Fundamental. O conteúdo é oportunizado de duas maneiras diferentes. Quem tiver acesso à Internet pode baixar o material nos meios digitais disponibilizados pelas escolas e entregar as tarefas pela mesma plataforma. Quem não tiver acesso à Internet deverá buscar os conteúdos impressos na escola onde estuda. A cada semana, o aluno busca novas tarefas e entrega as que retirou na semana anterior. As atividades serão registradas no Educaweb.

 

A realização das tarefas serve para completar as 800 horas de aulas que os estudantes têm de cumprir de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Os conteúdos foram definidos pelas equipes pedagógicas de cada escola e a Gestão de Ensino Fundamental da SME sugeriu o plano de trabalho. Na terça-feira (2), está prevista a votação no Conselho Municipal de Educação de uma proposta autorizando que até 50% da carga horária letiva seja realizada a distância.

 

No caso da Educação Infantil, a adesão às atividades em casa é facultativa. Além das propostas de trabalho online ou para retirada nas escolas, a SME fará a distribuição de livros e de materiais pedagógicos às famílias para uso com as crianças, personalizados de acordo com a idade. Nesta segunda-feira (1º), ocorre o retorno presencial das equipes pedagógicas às escolas municipais de Educação Infantil (EMEI), enquanto na quarta-feira (3) acontece a volta, em modo remoto, dos professores dessa etapa escolar. No Ensino Fundamental, o retorno das equipes ocorreu no início de maio.

 

Clique aqui para acessar a apresentação do Programa Emergencial de Educação (arquivo PDF)