SEMEEI

Com a prorrogação da suspensão das atividades escolares em virtude do novo coronavírus (COVID-19), o Serviço Municipal de Educação Especial e Inclusiva (Semeei) adaptou processos com o objetivo de manter a assessoria às escolas em demandas relacionadas à Psicopedagogia Institucional, Fonoaudiologia e Psicologia Escolar. A iniciativa, voltada para comunidade escolar, tem como objetivo a promoção da saúde mental dos envolvidos, durante o período de isolamento social.

Para contribuir no processo de readaptação diante dos desafios, medos e questionamentos gerados pelo cenário atual, estão sendo disponibilizados para os profissionais da Educação momentos individuais de escutas. O atendimento, realizado de forma virtual, deve ser solicitado através do e-mail semeei@educaesteio.com.br. Além disso, na solicitação deve constar o nome do servidor, os melhores horários para contato, o número de telefone e a forma preferencial para o atendimento (ligação telefônica ou videochamada por Whatsapp ou Skype).

O Serviço disponibilizou também a “Cartilha para enfrentamento do estresse em tempos de pandemia”. O material, criado por pesquisadores e alunos de pós-graduação em Psicologia da PUCRS e da PUC Campinas, aborda formas de reconhecer sintomas de estresse, ansiedade e esgotamento emocional, bem como apresenta estratégias para enfrentar essas situações.

Além disso, com o objetivo de incentivar as habilidades sócio-emocionais e desenvolver a Imaginação dos alunos, a equipe do Semeei criou um material audiovisual inspirado em histórias da mitologia grega. A narrativa chamada “Aprendendo com os heróis gregos em tempos de pandemia”, aborda situações de conflitos existenciais e possíveis soluções para os desafios enfrentados pelas estudantes durante o período de isolamento.


O Serviço

Instituído em fevereiro de 2019, o Semeei substituiu o antigo Centro Municipal de Educação Inclusiva (Cemei), ampliando a gama de atividades realizadas pelo órgão. Antes limitada às crianças com deficiência, a atuação do Semeei também foi ampliada a alunos com dificuldades ou transtornos de aprendizagem. Além disso, os atendimentos clínicos que eram realizados na sede do Serviço passaram a ser encaminhados à rede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Em relação às questões educacionais, as escolas municipais de Educação Infantil (EMEI) e de Educação Básica (EMEB) são assistidas por duplas de profissionais formadas por psicopedagogo institucional e psicólogo escolar ou fonoaudiólogo, que auxiliam os professores e demais profissionais com assessoria, formação e interlocução entre as escolas, as famílias e as redes intersetoriais de apoio à inclusão.