20200331 VitoriaCosta retomadadevacinacao 007
Foto: Vitória Costa
O Ministério da Saúde destinou para Esteio, nesta segunda-feira (6), mais 3 mil doses da vacina contra a gripe. Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai poder reiniciar, nesta terça-feira (7), a vacinação a domicílio de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. As equipes vão circular pelo Parque Amador (entre as ruas Novo Hamburgo e da Paz), pelo Olímpica (entre as ruas 24 de Agosto e Olga Benario Prestes) e pelo Tamandaré, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

 

A SMS solicita que os idosos permaneçam em casa e coloquem um pano branco em seu portão para que os profissionais de saúde identifiquem que há necessidade de vacinação naquela residência. Para dar mais agilidade ao processo, quem receber a vacina deve tirar o pano branco da frente de sua casa. Moradores de condomínios devem ficar atentos à movimentação dos agentes de saúde. Além disso, os síndicos estão sendo procurados para indicar quais apartamentos possuem moradores idosos.

 

Importante ressaltar que não há vacinas disponíveis nas unidades básicas de saúde (UBS). A Prefeitura tomou a decisão de vacinar a domicílio pessoas com 60 anos ou mais para evitar a circulação delas pela cidade e possíveis aglomerações nas UBSs. Segundo os dados da SMS, 72,4% da população de idosos de Esteio já foi imunizada desde o início da mobilização de vacinação contra a gripe em 23 de março. No total, mais de 8 mil pessoas já receberam as doses, das quais cerca de 900 são profissionais da saúde e 7,1 mil são idosos, os dois públicos-alvo desta primeira etapa da imunização.

 

A vacina não protege contra o novo coronavírus (Covid-19). No entanto, ela é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem influenza na triagem de casos para o coronavírus e também evitar a hospitalização de pacientes com gripe, deixando os serviços de saúde livres para tratar dos casos de Covid-19.

 

Após a vacinação de idosos e profissionais da saúde, a segunda etapa da campanha, a partir de 16 de abril, vai imunizar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A partir de 9 de maio, Dia D de Vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.