20190813 LucianaAbdur BloqueioEstacionamentoFrentePrefeitura abre
Foto: Luciana Abdur
Em virtude das obras do Renova Esteio Drenagem, nesta quarta-feira (14) será proibido transitar e estacionar na Rua Hener de Souza Nunes, entre as ruas Santos Dumont e Maurício Cardoso. O trecho em frente à Prefeitura de Esteio será usado como ponto para embarque e desembarque das lotações, que estarão impossibilitadas de acessar a parada em frente à Estação Esteio. A proibição deve se estender até quinta-feira (15), mas pode, também, ser prorrogada, dependendo do andamento das obras.

Outra mudança será na Rua Garibaldi, entre a Avenida Presidente Vargas e Maurício Cardoso, que será liberada apenas para moradores daquele trecho da via. Os táxis poderão chegar ao ponto junto à Estação Esteio pela Rua Santos Dumont e Comandante Cramer.


Bloqueios – Rua Eng. Hener de Souza Nunes e Garibaldi
Motivo: Obras do Renova Esteio Drenagem
O que será proibido: Estacionamento na frente da Prefeitura, e trânsito na Eng. Hener de Souza Nunes, entre a Maurício Cardoso e a Santos Dumont, inclusive local; trânsito na Rua Garibaldi, entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua Maurício Cardoso
Parada das lotações: Será deslocada da frente da Estação Esteio para a frente da Prefeitura. Ônibus intermunicipais tem uma parada provisória para embarque e desembarque de passageiros na esquina da Av. Pres. Vargas com a Rua Eng. Hener de Souza Nunes


Sobre o Renova Esteio Drenagem
O Renova Esteio Drenagem, maior programa de microdrenagem da história de Esteio, visa promover melhorias no sistema de escoamento pluvial em 19 ruas e avenidas da cidade, em uma extensão de mais de 5,7 mil metros, com mais de R$ 8 milhões em investimentos. No total, o programa tem seis lotes já definidos, dos quais três já foram licitados e já estão com trabalhos em andamento. A etapa 1 é integrada pelas ruas Pedro Lerbach (já concluída) e Maurício Cardoso, mais a Av. Padre Claret, com a instalação de tubos de 60cm, 80cm, 1m, 1,2m e 1,5m, totalizando uma extensão de 2.212 metros, em um investimento de quase R$ 3 milhões. A fase 2, com canos de 60cm, 1m e 1,2m e um investimento de R$ 1,213 milhão, abrange uma extensão de 1.244 metros nas ruas Alegrete, Nações Árabes e Osvaldo Jesus Vieira, e nas avenidas João Paulo I (já concluída) e Lindolfo Collor. Com um investimento de R$ 528,5 mil, o lote 4 está colocando novos tubos de 60cm, 80cm e 1m na Av. Presidente Vargas e nas ruas Pinto Bandeira (já concluída), Maracanã e Caxias, somando 765m de extensão.

Os lotes 3 (construção e substituição de redes na Av. Pe. Antônio Vieira e nas ruas Theodomiro Porto da Fonseca, São Borja, Taquara, Santana e João Simões Neto), 5 (construção de escadaria hidráulica na Rua Rita de Castro Carvalho) e 6 (especificamente de manutenção e ampliação de redes de drenagem pluvial) ainda estão em com as licitações em andamento. As intervenções e investimentos necessários do lote 7 ainda serão definidas.

Os recursos são provenientes do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada entre a Prefeitura e a Corsan. O fundo foi estabelecido após assinatura, em maio do ano passado, de termo aditivo que estendeu por 37 anos a parceria existente com a empresa para prestar o abastecimento de água e o saneamento no Município, em consequência da adesão de Esteio ao projeto da Parceria Público-Privada (PPP) da estatal gaúcha.

A elaboração das ações previstas tiveram como base o Plano Diretor de Manejo das Águas Pluviais (PDMAP) de Esteio, também chamado como Plano Diretor de Drenagem. Sancionado em junho de 2017 (à época, o Município foi pioneiro na sanção desse tipo de documento), o texto estabelece as diretrizes e a normatização para a elaboração de estudos e projetos para enfrentar o problema de enchentes e alagamentos em Esteio.