20190521 AdrianoRosadaRocha CapacitacaoPlanoContingenciaDefesaCivil abre
Fotos: Adriano Rosa da Rocha
Servidores de todas as secretarias municipais participaram, na manhã desta segunda-feira (21), de uma capacitação sobre o Plano Municipal de Contingência de Proteção e Defesa Civil (PLAMCON), conjunto de ações que precisam ser realizadas em caso de calamidade, como uma enchente, por exemplo. A atividade, conduzida pelo secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Roberto Damasceno, foi realizada no Salão Nobre da Prefeitura.

No início da formação, o prefeito Leonardo Pascoal fez um breve histórico do Plano, lançado em julho de 2017, e da importância da capacitação. “O PLAMCON foi elaborado pela Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana em conjunto com todas as outras pastas, onde há o detalhamento das atribuições de cada um. Mas só ele não garante nada, se cada um de nós não tivermos em nossas cabeças quais são as ações que devemos fazer”, afirmou. “Esse plano é como um seguro, que a gente faz para não usar”, comparou. Pascoal disse, ainda, que a ideia é que sejam organizados simulados para que todos os envolvidos na prestação dos atendimentos previstos no Plano treinem de maneira prática.

Depois da fala inicial do prefeito, Damasceno e o coordenador da Defesa Civil de Esteio, Alexandre Camboa, falaram do principal problema que Esteio, historicamente, tem enfrentado na área dos desastres: cheias e alagamentos. A rede hidrológica do Município, os órgãos envolvidos no atendimento às pessoas que necessitam de ajuda e a atribuição de cada ator envolvido no processo foram alguns dos assuntos tratados por Damasceno e Camboa, que destacaram que ações semelhantes podem ser tomadas em caso de outro tipo de desastre, como um vendaval ou um incêndio, por exemplo

A estrutura planejada para atender a desabrigados, as ações imediatas de assistência social, como fornecimento de roupas a alimentos, e outras ações da Secretaria Municipal de Cidadania, Trabalho e Empreendedorismo SMCTE) foram abordados pela titular da SMCTE, Tatiana Tanara, e pela coordenadora de Políticas de Assistência Social, Katiane Marques.

No final, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Kohlraush, enalteceu o Plano e ressaltou a importância da capacitação. O titular da SMDUH falou ainda de sua experiência em enchentes no passado e disse que não havia algo organizado como o PLAMCON para guiar as ações e o atendimento aos necessitados.

O PLAMCON visa dar uma resposta mais rápida e eficiente da Prefeitura de Esteio em casos de desastres naturais e trabalhar em cima de ações para resolver estas situações. O documento foi lançado em julho de 2017 e, para sua elaboração, cada secretaria municipal apresentou um conjunto de ações que precisam realizar em caso de desastres, descrevendo as suas tarefas, com o nome e telefone de um responsável para mobilizar as equipes e executar o trabalho previsto. O documento final, entregue pelo prefeito Leonardo Pascoal para cada secretário municipal em solenidade realizada na quadra do Centro Unificado de Artes e Esportes (CEU), tem o planejamento e as estratégias para cada órgão da Administração Municipal em caso de necessidade de enfrentar, por exemplo, cheias e enxurradas na cidade.

Para evitar cheias, a Prefeitura mantém o foco no Programa Permanente de Manutenção Preventiva, trabalho de combate e redução dos transtornos em caso de enchentes no Município. As medidas de limpeza de arroios e canais do Município e de desobstrução de tubulações da rede estão tendo sequência, de forma a garantir a vazão das águas em caso de chuvas mais intensas. Vale lembrar que está em andamento, também, o Renova Esteio Drenagem, maior investimento na história do Município na área de microdrenagem, que visa promover melhorias no sistema de escoamento pluvial em 19 ruas e avenidas da cidade, em uma extensão de mais de 5,7 mil metros, com mais de R$ 8 milhões em investimentos.

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1