20190312 IngridKasper ApresentacaoTeatroMotototiCasaCultura abre
Fotos: Ingrid Kasper
Com o auditório lotado de sorrisos, a Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya recebeu, na terça-feira (12), o espetáculo Bailinho Mototóti, apresentado pelo grupo teatral Mototóti. Alunos de 5º e 6º anos de escolas municipais de Educação Básica (EMEBs) acompanharam uma tarde de música gaúcha feita especialmente para esse público. Com recursos visuais e interação com a plateia, o grupo formado por Fernanda Beppler, Geison Aquino e Henrique Gonçalves apresentou roteiro e composições originais. A atividade tem apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc-RS), que deu apoio com a iluminação do espetáculo.

O diretor e coordenador de produção do Mototóti, Carlos Alexandre, explica que o objetivo do trabalho é repassar a cultura do estado para as crianças, de forma a manter a tradição. “A ideia é que os pequenos se envolvam com aspectos da nossa cultura e desenvolvam uma afeição pelo tema. A trilha sonora e o roteiro é todo idealizado pelo grupo, tendo como principal destaque as composições da Fernanda. Utilizamos só recursos visuais para que eles consigam entrar na experiência por completo”, explica.

Uma última apresentação na cidade será realizada nessa quarta-feira (13), às 14h, também na Casa de Cultura. O público, assim como na última apresentação, será formado por alunos das EMEBs.

O Mototóti foi um dos contemplados com financiamento pelo Fundo Municipal de Apoio à Arte (Funproarte), que financia projetos de produtores culturais de Esteio, no edital do segundo semestre de 2018. Cada proponente pode concorrer com um único projeto de natureza estritamente cultural. Serão priorizadas iniciativas que contemplem oficinas culturais, com o objetivo de estimular a formação artística e cultural nas mais diversas manifestações, e que também promovam a descentralização da cultura, indo aos mais diversos bairros do Município.

Por ano, são lançados dois editais para concorrer aos financiamentos do Funproarte. O do primeiro semestre de 2019 encerrou suas inscrições no dia 25 de fevereiro, com 17 iniciativas concorrendo aos recursos do fundo.

 

Texto: Ingrid Kasper

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1