20180720 AdrianoRosadaRocha FinalCopaCampeoes Abre1
Fotos: Adriano Rosa da Rocha
Após duas partidas muito disputadas na noite da última sexta-feira (20), a Sociedade Esportiva e Recreativa (SER) Alvorada e a Burger Brothers (Garibaldi/Bento Gonçalves) conquistaram os títulos da 14ª Copa dos Campeões de Futsal nas categorias Força Livre e Máster 40, respectivamente. As duas agremiações levaram para casa, além dos troféus e medalhas, um Renault Kwid zero quilômetro cada. Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) e Ressaka (Portão) ficaram com os vice-campeonatos e com o prêmio de 5 mil.

Uma grande festa no lotado Ginásio Municipal Edgar Piccioni marcou o encerramento da competição, organizada pelo empresário Claiton Almeida com apoio da Prefeitura de Esteio e patrocínio máster da Corsan.

Antes de a bola rolar, o prefeito em exercício, Jaime da Rosa, agradeceu a presença de equipes e público. “Para nós, é uma honra muito grande receber este campeonato em nossa cidade. Foram 36 times de 22 municípios diferentes que participaram desta competição”, afirmou. Jaime também destacou as melhorias que foram feitas no ginásio da Vila Olímpica. “Se não tivéssemos feito investimentos na cobertura, por exemplo, talvez não conseguiríamos realizar a final aqui dentro, por causa da chuva que está caindo”, exemplificou.

Em sua fala, o organizador do torneio agradeceu a parceria com a Administração Municipal. “Hoje, Esteio é reconhecida nos quatro cantos do Estado como a Capital do Futsal Gaúcho e isto nos faz muito bem”, afirmou. Claiton também agradeceu à Prefeitura pela instalação do novo placar eletrônico do ginásio, que estava sendo inaugurado naquela noite.

Também falou antes da primeira partida o presidente da Câmara de Vereadores, Sandro Severo. “Parabéns a todas as equipes finalistas. Com certeza, esse é o maior campeonato amador de Futsal do Rio Grande do Sul e muitos nos orgulha que ele seja realizado aqui em Esteio, tendo à frente um esteiense”, destacou.


Favorito X zebra
O primeiro duelo da noite colocou em quadra o invicto Garibaldi, melhor time da fase classificatória, e o Ressaka, que chegou a decisão depois de uma primeira fase muito ruim e de ter crescido nas etapas de mata-mata, superando, inclusive, adversários que havia perdido no torneio classificatório.

E parecia que o time de Portão surpreenderia novamente. Com um início de jogo seguro, o Ressaka conseguiu segurar o time da Serra e, aos 3:40, abriu o marcador com Marcão, que, de carrinho, escorou uma bola que havia sobrado dentro da área.

O Garibaldi sentiu o golpe, mas, aos poucos, foi se impondo dentro de quadra. Aos 7:30, o goleiro Marciano lançou a bola por cima, que entrou sem tocar em ninguém, invalidando o gol. Na metade do primeiro tempo, o time da Serra partiu para cima, mas, afoito, não conseguia concluir bem as jogadas. A partida começou a mudar quando, aos 11:17, Cléber Bragança chutou cruzado, no canto do goleiro Carlos, e empatou.

O gol deu novo ânimo ao Garibaldi. Aos 14:53, Gilmar Baú foi derrubado dentro da área. Pereirinha, que levou o troféu de atleta destaque do campeonato na Máster 40, bateu no canto superior esquerdo, virando o resultado.

Em desvantagem, o Ressaka partiu para cima, mas parava nas defesas do goleiro Marciano, e o placar ficou inalterado até o final do primeiro tempo.


Goleiros em alta

Na segunda etapa, o Ressaka começou em cima, mas sem conseguir furar a defesa adversária. O Garibaldi apostava no contra-ataques, mas também parava nas boas defesas do goleiro Carlos.

Aos 6:18, Pereirinha foi lançado pela direita e, num belo chute cruzado, sem chances, fez 3 a 1 para a agremiação serrana. Menos de dois minutos depois (9:04), Cléber Bragança recebeu sem marcação e chutou de longe, no canto direito de Marcos, ampliando a vantagem e encaminhando o título para o time de Garibaldi/Bento Gonçalves.

Menos de 20 segundos depois (9:22), o Ressaka viu suas chances renascerem quando a bola sobrou para Alan Miguel que, dentro da área, livre, deu um toquinho e descontou.

Precisando do resultado, o time de Portão seguiu em cima, mas não conseguia concluir com efetividade as jogadas criadas. Para complicar, Alan Miguel fez falta, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Sorte do time de Portão foi que o Garibaldi não soube aproveitar o jogador a mais por dois minutos. Faltando 3:32 para o final, Marcão escorou um cruzamento na área e recolocou o Ressaka, de vez, no jogo.

O resto da partida seguiu movimentado, com o Ressaka parando na boa atuação do goleiro Marciano e o Garibaldi, sem arriscar muito, deixando o tempo escorrer para ser o primeiro bicampeão da Copa dos Campeões de Futsal (em 2016, havia conquistado o título da Máster 40 com o nome de Rápido Garibaldi).


Duelo de invictos
Assim como no primeiro jogo da noite, o duelo entre SER Alvorada e Radar/Carboni Pneus também começou pegado. As duas equipes entraram em quadra invictas, com cinco vitórias e um empate na competição, tendo o time da Capital encerrado a primeira fase com a melhor campanha entre as 24 equipes participantes da Força livre. A agremiação alvoradense encerrou a etapa classificatória na terceira posição.

Depois de estudar o adversário, o Leão de Alvorada, como é chamado pela torcida, decidiu partir para cima. Aos 2:53, Thauan driblou marcador e passou para Guga, que chutou cruzado da direita abrindo o marcador. O gol deu tranquilidade para a SER Alvorada, que soube segurar o adversário sem correr nenhum risco. Aos 5:10, Guga driblou dois marcados e o goleiro para fazer 2 a 0.

A desvantagem acendeu a luz amarela no time da Capital, que passou a jogar mais no ataque. As chances criadas, entretanto, paravam no goleiro Digo, um dos melhores em quadra. Com Bilo, o destaque do campeonato jogando muito, a SER Alvorada criou várias chaces nos contra-ataques, que só não resultaram em gols porque o goleiro Érick também estava inspirado. Com 2 a 0 no novíssimo placar eletrônico do Ginásio Edgar Piccioni, as duas equipes foram para o intervalo.


Goleada nos últimos minutos
O segundo tempo iniciou com o Radar marcando em cima e com o goleiro Digo defendendo as poucas chances criadas pelo time da Capital. 

Aos 6:33, as tentativas do time de Porto Alegre, finalmente, deram resultado. Kojak escorou uma bola lançada da defesa, fez o pivô para Sapo, que chutou forte para descontar.

O gol desestabilizou a SER Alvorada, que passou a errar jogadas simples, dando chances ao adversário que, só não empatou porque Digo pegou muito. Quando criava algo, o time alvoradense também parava no camisa 1 da Capital.

Nos quatro minutos finais, o Radar se perdeu em quadra. Precisando empatar, o time portoalegrense foi para cima, deixando muitos espaços atrás. Faltando 3:35 para o apito final, Bilo rolou para Guga que, livre, só meteu para o fundo das redes.

Nove segundo depois, Chico Branco deu novo ânimo para a equipe da Capital ao cobrar falta no canto esquerdo do goleiro Digo e descontar.

O Radar se empolgou mais ainda quando Léo Silva fez falta, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O time da Capital, entretanto, não soube aproveitar a vantagem numérica. Faltando 1:57 para o fim do jogo, a SER teve um tiro livre direto a seu favor. Thauan cobrou a falta, o goleiro Érick defendeu, mas a bola sobrou para o mesmo Thauan, que não desperdiçou a segunda chance.

O técnico Diógenes, então, resolveu apostar no goleiro linha para tentar buscar o resultado, deixando muito espaço na defesa. Faltando 56 segundos para o fim, Thauan, da própria área, chutou para o gol vazio, decretando o fim de qualquer pretensão do Radar. Três segundos para o apito final, o mesmo Thauan repetiu a jogada. Com 6 a 2 no placar, muita fez para o Radar/Carboni Pneus, que levou para Alvorada o Renault zero quilômetros e colocou o nome do time na história da Copa dos Campeões de Futsal.


Solidariedade
A entrada para os jogos da Copa dos Campeões de Futsal foram gratuitas durante todo o torneio. Para a final, a Organização solicitou a doação de R$ 5, que seriam revertidos para o esteiense Lucas Pacheco, que sofreu um acidente na África do Sul e necessita recursos para o tratamento. Com a ação, foram arrecadados R$ 10 mil.


Finais da 14ª Copa dos Campeões de Futsal
Burger Brothers (Garibaldi/Bento Gonçalves) 4 X 3 Ressaka (Portão)*
Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) 2 X 6 SER Alvorada (Alvorada)
* Máster 40


Campanhas dos campeões
SER Alvorada 1 X 0 Geração 21
SER Alvorada 4 X 4 Barsemlona
SER Alvorada 15 X 0 Styllus
SER Alvorada 6 X 4 JR Santos/Karruíra Motos
SER Alvorada 3 X 0 UJR/Feevale
SER Alvorada 5 X 0 Só Pelada
SER Alvorada 6 X 2 Radar/Carboni Pneus


Burger Brothers 2 X 1 Peñarol/Gelátikos
Burger Brothers 1 X 1 Flamengo/FAM
Burger Brothers 2 X 0 Radar
Burger Brothers 5 X 1 Trianon
Burger Brothers 8 X 1 Peñarol/Gelátikos
Burger Brothers 7 X 2 Acadêmicos
Burger Brothers 4 X 3 Ressaka


Resultados do mata-mata
Força Livre
Oitavas de final
Street Boys (Esteio) 0 X 3 Rabello (Alvorada)
Unidos da Campina (São Leopoldo) (3) 2 X 2 (1) ANPF (Nova Petrópolis)
Acesa (Charqueadas) 6 X 3 Universidade Feevale (Novo Hamburgo)
Só Pelada (Carlos Barbosa) 14 X 1 Barsemlona (Esteio)
Estrela (Farroupilha) 3 X 4 UJR/Feevale (Novo Hamburgo)
SER Alvorada (Alvorada) 6 X 4 JR Santos/Karruira Motos (Canoas)
Trianon (Esteio) 2 X 7 Geração 21 (São Leopoldo)
Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) 6 X 1 Expresso Futsal (Capão da Canoa)


Quartas de final
Acesa (Charqueadas) 2 X 3 Unidos da Campina (São Leopoldo)
Só Pelada (Carlos Barbosa) 8 X 2 Geração 21 (São Leopoldo)
SER Alvorada (Alvorada) 3 X 0 UJR/Feevale (Novo Hamburgo)
Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) 4 X 2 Rabelo (Alvorada)


Semifinais
Só Pelada (Carlos Barbosa) 0 X 5 SER Alvorada (Alvorada)
Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) (5) 2 X 2 (4) Unidos da Campina (São Leopoldo)


Final
Radar/Carboni Pneus (Porto Alegre) 2 X 6 SER Alvorada (Alvorada)
* Entre parênteses, resultados dos pênaltis


Máster 40
Quartas de final
Chaleira (Canoas) 3 X 2 Flamengo/FAM (Esteio)
Acadêmicos (Esteio) 3 X 2 Radar/RPF/Carboni Pneus (Porto Alegre)
Fainord (Santa Maria do Herval) 2 X 6 Ressaka (Portão)
Burger Brothers (Garibaldi) 8 X 1 Penharol/Gelátikos (Esteio)


Semifinais
Burger Brothers (Garibaldi/Bento Gonçalves) 7 X 2 Acadêmicos (Esteio)
Ressaka (Portão) 2 X 1 Chaleira (Canoas)*


Final
Burger Brothers (Garibaldi/Bento Gonçalves) 4 X 3 Ressaka (Portão)*

Veja a tabela completa no site da Copa dos Campeões

 

Campeões
Categoria Adulto
2018 - SER Alvorada (Alvorada)
2017 – Unidos da Campina (São Leopoldo)
2016 – Amigos do Feijão (Sapucaia do Sul/Esteio)
2015 – SER Barra (Barra do Ribeiro)
2014 – AGF Futsal (Guaíba)
2013 – Sotlog (Sapucaia do Sul)
2012 – Atlético do Vale (Parobé)
2011 – Afusca (Cachoeirinha)
2010 – UJR/Feevale (Novo Hamburgo)
2009 – Flamengo (Esteio)
2008 – Starsul (Porto Alegre)
2007 – RCJ (Sapucaia do Sul)
2006 – Bruxos (Esteio)
2005 – Bandeirantes (Canoas)


Categoria Máster 40
2018 - Burger Brothers (Garibaldi/Bento Gonçalves)
2017 – AGFA (Gravataí)
2016 – Rápido Garibaldi (Garibaldi)
2015 – Majewsky (Porto Alegre)


Texto:
Djalma Corrêa Pacheco

 

 

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1