20180608 JeanMonteiro AtividadeEducacaoFiscalCMEBTrindade abre
Foto: Jean Monteiro
A Educação Fiscal está cada vez mais ganhando espaço nas escolas da rede municipal, desde a inclusão do tema na Base Municipal Comum Curricular (BMCC). Cada instituição encontrou uma forma de ensinar sobre a gestão municipal e a aplicação do dinheiro público. O Centro Municipal de Educação Básica (CMEB) Trindade, na Vila Pedreira, além de ensinar, valorizou o empenho das crianças do 3° ano que desenvolveram um trabalho sobre redução de consumo de água.

Alunos da professora Carmem Ramos realizaram um estudo sobre problemas de desperdício de água no banheiro masculino. O trabalho consistiu na realização de cálculos e comparativos de consumo, reduzindo a conta, em um mês, de R$ 349,91 para R$ 276,39. O resultado final da atividade pôde ser conferido na Feira de Ideias da escola, nesta sexta-feira (8). Como recompensa aos pequenos, a direção da escola presenteou os estudantes com calculadoras, que serão utilizadas em atividades da Educação Fiscal.

Para o diretor da escola, Marcelo Ohlweiler, a ação das crianças é muito significativa para a comunidade. “Esse aprendizado para as crianças é muito importante. Tornam elas conscientes de seu papel em relação a cidadania, de seus direitos e deveres. Além disso, o trabalho permite que elas entendam que a escola é um espaço delas e que deve ser cuidado”, disse.

Além de ser educativo, para os pequenos foi muito divertido. Para Katia Moreira Santos, 8 anos, apresentar o resultado para os pais de alunos foi a melhor parte “Todo o trabalho foi muito legal de fazer. É importante cuidarmos dos desperdícios. Faz bem para o meio ambiente e também é uma forma de economizar”, conta a garota.

Segundo a professora Carmem, a ideia é, agora, realizar o monitoramento de forma mensal, para acompanhar melhor o avanço do trabalho dos alunos. Além disso, as crianças também estão desenvolvendo um dicionário com palavras relacionadas à Educação Fiscal.

Sobre o Educação Fiscal
O Programa Municipal de Educação Fiscal, organizado pelas secretarias municipais de Educação (SME) e da Fazenda (SMF), tem como objetivos sensibilizar o cidadão quanto à função socioeconômica dos tributos e o compromisso social; proporcionar conhecimentos sobre a Administração Pública, a arrecadação, a aplicação e o controle dos gastos públicos, incentivar o acompanhamento pela sociedade da aplicação dos recursos; e evidenciar a importância do tributo na atividade financeira do Estado para a manutenção de políticas públicas e a melhoria das condições de vida dos cidadãos. O programa é realizado, sobretudo, nas escolas (inclusive, foi incluído na Base Comum Curricular Municipal, passando a fazer parte dos assuntos a serem abordados em sala de aula com os estudantes), com diferentes atividades que têm como objetivo ensinar os estudantes sobre a origem e destinação dos recursos públicos e sobre como acompanhar a forma como o poder público usa os valores arrecadados.


Texto: Jean Monteiro

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1