EducacaoFiscalRubem 2017Nesta quinta-feira (15), 28 professores disseminadores do Programa Municipal de Educação Fiscal (PMEF) se reunirão em sua primeira reunião de formação do ano. A atividade será no Salão Nobre da Prefeitura de Esteio, das 14h às 17h. Em 2018, a Educação Fiscal passou a fazer parte das matérias transversais da Base Municipal Comum Curricular implementada em Esteio. O documento busca dar acesso às mesmas oportunidades de aprendizagem para todos os alunos, independente do local onde estudam. O fato de ter um currículo comum possibilita um melhor acompanhamento das condições do ensino prestado pelas instituições.

A coordenadora do Grupo de Educação Fiscal (GEF), Cláudia Costa, explica que, ao longo do ano, ocorrerão formações em que professores e o GEF se reunirão para organizar e decidir as atividades. “Alguns professores já trabalharam Educação Fiscal em projetos específicos de anos anteriores. O que muda neste ano é que faremos algo em comum para todas as escolas, em que os temas serão os mesmos, mas a metodologia de trabalho será como cada professor preferir introduzir os assuntos”, disse.

A capacitação será ministrada pela Cláudia Costa, e pela assessora de gestão do Ensino Fundamental Roberta Peres e a coordenadora de Auditoria Alessandra Moraes, todas integrantes do GEF.

As próximas reuniões ocorrerão na Secretaria Municipal de Educação (SME) e já têm suas datas definidas: 4 de abril, 1° de junho, 24 de agosto e 19 de outubro.

O APP
No dia 2 de março, foi lançado o aplicativo Fazendinha Fiscal, desenvolvido pelo Programa Municipal de Educação Fiscal (PMEF), no Salão Nobre da Prefeitura de Esteio.

O Fazendinha Fiscal é um “joguinho” onde o porquinho Ruben tem que comprar sementes e plantar em sua propriedade. Depois do login, as crianças precisam responder um quiz para ter acesso à próxima fase. Com ajuda de personagens, como a professora Luana, o Seu Roque e o Vendedor Antônio, as crianças vão aprendendo sobre impostos enquanto conduzem o porquinho em seu trabalho. Vencida todas as etapas, Ruben faz uma dancinha de comemoração e deixa o jogador curioso com uma nova fase, que será lançada posteriormente.

O nome do aplicativo foi definido em concurso, vencido por Helena Severo, sete anos, estudante do Centro Municipal de Educação Básica (CMEB) Oswaldo Aranha e integrante da Centro de Atividades Recreativas (Care), que fez uma apresentação no início da solenidade. O mascote do PMEF, Ruben - o Porquinho Fiscal, foi escolhido, também, por concurso. O desenho é da estudante Amanda Pires, aluna do Centro Municipal de Educação Básica (CMEB) Flôres da Cunha.

Além dos 18 centros municipais de Educação Básica (CMEBs), as escolas municipais de Educação Infantil (EMEIs) Colorindo o Aprender, Raio de Sol e Irmã Sibila trabalharão com o aplicativo.

O PMEF tem como objetivos sensibilizar o cidadão quanto à função socioeconômica dos tributos e o compromisso social; proporcionar conhecimentos sobre a Administração Pública, a arrecadação, a aplicação e o controle dos gastos públicos, incentivar o acompanhamento pela sociedade da aplicação dos recursos ; e evidenciar a importância do tributo na atividade financeira do Estado para a manutenção de políticas públicas e a melhoria das condições de vida dos cidadãos. O programa é realizado, sobretudo, nas escolas, com diferentes atividades que têm como objetivo ensinar os estudantes sobre a origem e destinação dos recursos públicos e sobre como acompanhar a forma como o poder público usa os valores arrecadados.


Formação de professores disseminadores da Educação Fiscal
Quando: Quinta-feira (15)
Horário: Das 14h às 17h
Local: Salão Nobre da Prefeitura de Esteio (Rua Eng. Hener de Souza Nunes, 150)


Texto: Luciana Abdur