20180208 LucianaAbdur HoraDoContoEMEIColorindooAprender abre
Fotos: Jean Monteiro e Luciana Abdur
“Fico muito feliz com a volta às aulas, pois gosto bastante de vir para a escola e assistir a esses teatros”. Foi assim, com seu vocabulário simples, que Lara Teixeira Ely, de quatro anos de idade, falou de sua alegria de voltar às aulas na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Colorindo o Aprender na manhã desta quinta-feira (8). Para dar as boas vindas à Lara e às outras crianças da EMEI, as professoras apresentaram uma peça teatral aos alunos do berçário II, maternais I e II e pré I.

 

A diretora Cintia Couto da Silva Lemes afirmou que as férias são ótimas, mas a movimentação diária faz muita falta, pois são as crianças quem dão vida às escolas. “É muito bom receber as crianças de volta, gostamos de criar atividades dinâmicas, interativas e diferenciadas para animá-las. Nos preocupamos muito, também, com o bem-estar de todos. Então costumamos fazer banho de piscina e de mangueira, entre outras atividades com água, nesta época de calor, para que as crianças sintam-se mais atraídas pela escola”, disse.

 

Durante a tarde, as escolas infantis Raio do Sol e Pedacinho do Sol também recepcionaram seus pequenos alunos. Yan Vaz, do Pré I da EMEI Raio do Sol, começou na “escolinha” agora, mas já fez amizade com os coleguinhas como Davi de Souza, também de quatro anos. “Tô gostando da turma e dos coleguinhas. Já vi os brinquedos que tem aqui e quero usar eles”, comentou o aluno.

 

Enquanto as crianças se apresentam, do outro lado da parede grupos de pais e mães conversam e esperam a liberação das professoras no primeiro dia de reinserção. Uma das mães que aguardava na EMEI Pedacinho do Céu era Sheila Matos, 36 anos, mãe de Vicente Oliveira, de apena dois anos. Ela contou como o filho reage nesse período de volta às aulas e sobre o aprendizado que o menino recebe nas escolas e as equipes que dão suporte a ele. “O vicente é uma criança muito tranquila. Ele se dá bem com as pessoas, mas temos que ficar esperando a professora liberar. É uma forma de ficarmos mais tranquilas. Toda a equipe cuida muito bem dele. A escola é muito boa”, disse Sheila.

 

Em 2017, houve o aumento de 7,5% no número de vagas para crianças de zero a cinco anos em escolas municipais, conveniadas e particulares. Há também, para este ano, a retomada das obras na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Denise Bortolini, na Vila Olímpica. O ato que marcará o reinício da construção está marcado para sexta-feira (9), às 10h, no terreno da escola (Rua Taquara, 225 – atrás do Ginásio Municipal Edgar Piccioni) O investimento previsto é de R$ 1,5 milhão (recursos do Município) e a escola terá capacidade para atender cerca de 120 crianças.

 

Nesta quinta-feira, voltaram às aulas 1.755 mil alunos nas EMEIs. No dia 20, mais 919 crianças retornam aos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEBs) com turmas de Educação Infantil. Além disto, são mais 918 crianças em escolas particulares com as quais a Secretaria Municipal de Educação tem contrato para compra de vagas. Ao todo, são 3.592 pequenos esteienses entre zero e cinco anos matriculados.

 

Ensino Fundamental e EJA retornam dia 19 e 20 de fevereiro

Conforme o calendário da SME para o ano letivo 2018, os alunos da Educação Básica retomam as atividades em sala de aula no dia 19 de fevereiro. Já as turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA) reiniciam os estudos no dia 20 deste mês. Segundo dados do boletim de alunos da Rede Municipal de dezembro de 2017, pelo menos 8.350 alunos estão matriculados na Educação Básica e no EJA nas instituições de ensino da rede pública municipal.

 

Base Curricular Comum é uma das principais novidades para o ano letivo 2018

O ano letivo de 2018 vai começar com mudanças para os profissionais da rede e estudantes esteienses. Uma das principais é a implantação da Base Municipal Comum Curricular. O documento busca dar acesso às mesmas oportunidades de aprendizagem para todos os alunos, independente do local onde estudam.

 

O fato de ter um currículo comum possibilita um melhor acompanhamento das condições do ensino prestado pelas instituições. Entre as melhorias presentes no documento, pode-se destacar a organização do ciclo de alfabetização, que se estende até o 3º ano do ensino fundamental. Com a divisão por fases, o aluno aprenderá no primeiro ano, por exemplo, a fonética de letras e palavras, além de entender como elas são construídas. Com a Base, os alunos de Esteio terão aula, dentre outros temas transversais, sobre Educação Fiscal, para compreender o funcionamento de uma administração pública e as responsabilidades de cada cidadão para o desenvolvimento do Município.

 

Além disso, também houve o aumento da média para aprovação do aluno, de 5 para 6, e as sextas-feiras passarão a ser de aula normal, não mais o turno reduzido. Dessa forma, o Município passará a cumprir a carga horária mínima anual de aulas, prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

 

O ano de 2018 marca, ainda, o início da gestão de diretores e vice-diretores eleitos em dezembro do ano passado. Votaram no pleito, realizado em todos os CMEBs e EMEIs com o uso de urnas eletrônicas, estudantes (a partir do 5º ano ou maiores de 12 anos), pais ou responsáveis, membros do Magistério e servidores das escolas. O mandato vai até 2021.

 

Inscrições para Berçário e Maternal serão abertas em 21 de fevereiro

Entre 21 e 24 de fevereiro, pais e responsáveis por crianças de zero a três anos podem fazer a inscrição dos pequenos para as vagas de Berçário e Maternal nas instituições de ensino da rede pública e em escolas conveniadas de Esteio. Para isso, eles devem procurar a Secretaria Municipal de Educação (Rua Alegrete, 455 – Parque Amador), que estará com atendimento, entre os dias 21 e 23, das 9h às 11h e das 13h às 17h, e, excepcionalmente, no sábado, dia 24, das 9h às 13h. O edital com as informações sobre documentação necessária e o cronograma do processo pode ser acessado clicando aqui.

 

A definição das vagas não será por ordem de chegada, por isso, não há necessidade de formar filas logo no primeiro dia. A seleção é feita por uma comissão da SME, que faz a análise socioeconômica de todos os inscritos, considerando os critérios estabelecidos no Decreto Municipal nº 4095/2009 (clique aqui para acessar).

 

É este decreto, também, que determina que sejam abertos dois períodos de inscrições para o berçário e maternal por ano, em fevereiro e em agosto. A SME ressalta que o processo que está sendo aberto agora não anula o realizado no segundo semestre de 2017. Pais ou responsáveis de crianças que permanecem na lista de espera terão prioridade em novas convocações de vagas. A SME já entrou em contato com quem está nesta situação para informar sobre o andamento das solicitações e esclarecer dúvidas.

 

Texto: Jean Monteiro e Luciana Abdur

 

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1