20171202 DjalmaCorreaPacheco DescarteConscienteSaoJose abre
Fotos: Djalma Corrêa Pacheco
O aposentado Roni Vargas Braga, 62 anos, aproveitou a estrutura montada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) e Cooperativa de Trabalho de Recicladores de Esteio (Cootre) em frente a sua casa, no último sábado (2), para descartar um televisor velho e alguns HDs de computador que há mais de cinco anos estavam jogados na garagem. O gesto de Roni e de outros moradores do Bairro São José e de comunidades vizinhas resultou em cerca de 350 quilos de “lixo eletrônico” arrecadados durante a edição do Dia do Descarte Consciente. “Muito bom fazer esse tipo de atividade perto de nossas casas. Assim a gente pode dar um destino adequado a esse tipo de lixo que não se pode colocar junto com os demais”, opinou o aposentado.

Equipamentos velhos como monitores, aparelhos de DVDs, impressoras e celulares, entre outros, além de lâmpadas e óleo de cozinha usado foram arrecadados. Os eletroeletrônicos e o óleo foram destinados para Cootre, que fará a venda dos componentes eletrônicos e gerará renda para seus associados. As lâmpadas serão entregues a empresa Recilux, responsável por dar destino adequado ao material.

Foi a quarta edição do Dia do Descarte Consciente realizada em 2017. Antes, o projeto havia sido realizado no Centro, junto com a Acise, e nos Bairros Novo Esteio e Santo Inácio. Ao todo, foram 2,35 toneladas de materiais arrecadados. A proposta da SMMA é levar a ação para diferentes comunidades no próximo ano.

 

Texto: Djalma Corrêa Pacheco

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1