20170710 DjalmaCorreaPacheco ForumMunicipalEducacaoEscolhaConselheiros abre
Fotos: Djalma Corrêa Pacheco
Educadores, pais, alunos e outros integrantes da comunidade escolar de Esteio participaram, na noite desta segunda-feira (10), da reunião do Fórum Municipal de Educação (FME). No final do encontro, realizado no auditório da Câmara de Vereadores, foram empossados os novos conselhos escolares das escolas da rede municipal de Educação.

Na abertura do evento, o prefeito Leonardo Pascoal fez uma defesa das mudanças que estão sendo implementadas na educação em Esteio, com a implantação, por exemplo, de uma base curricular comum, construída junto com a participação da comunidade. Para Pascoal, há uma distorção de avaliação do que realmente é importante. “Infelizmente, a educação enseja por parte da sociedade, de forma geral, uma preocupação meramente quantitativa. As pessoas, via de regra, pensam que se tem vaga para o filho, a educação tá boa. Se não tem, está ruim. Se a escola é de turno integral, melhor ainda. Não se preocupam com a questão qualitativa. Talvez, por isso, nossos índices de educação, aqui da cidade, do Estado e do País, de uma forma geral, sejam tão ruins”, analisou.

O chefe do Executivo esteiense destacou ainda que as mudanças na educação demoram a ser percebidas, mas precisam ser iniciadas com coragem e determinação. “Os governos passam sem ousar em fazer algo diferente. E como mudanças geram desconfortos, e essas mudanças não terão efeitos nas gestões de quem as promovem, muitos administradores públicos não as fazem. Mas nós estamos dispostos a fazer as mudanças necessárias na nossa rede, para que a gente possa ter qualidade. Talvez daqui cinco, 10, 12 ou 20 anos, outros possam colher os frutos daquilo que a gente está semeando hoje” afirmou. “Quando a gente não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve. Mas qualquer caminho não nos serve para nós da Administração Municipal. A gente quer um caminho de qualidade, que melhorarem os índices da educação, sim, mas que possam preparar os alunos para os enfrentamentos das situações cotidianas da vida”, disse.

No final de sua fala, Pascoal lembrou da importância dos conselhos escolares e do FME, sobretudo no papel de fiscalizadores do trabalho dos gestores públicos. “No momento que tivermos a base curricular comum, caberá também aos conselhos fiscalizar se escola a está seguindo. Da mesma forma, cabe ao Fórum Municipal de Educação fiscalizar se o Município está cumprindo as ações, metas e estratégias previstas no Plano Municipal de Educação, que tem um horizonte de 10 anos”, exemplificou. “Parabéns a todos que se dispuseram a doar uma parcela de seu tempo para auxiliar na gestão, na construção de melhorias nas unidades escolares de nossa cidade. Contem conosco, porque nós precisaremos contar com vocês no decorrer dos próximos anos para que nossa educação deixe de ser uma preocupação com o quantitativo e passe a ser com o qualitativo”, finalizou.


Trabalho conjunto
O secretário municipal de Educação, Marcos Dal´Bó, também elogiou a participação da comunidade escolar no FME e na posse dos conselhos escolares. “Vocês estarão em uníssono com a direção das escolas, fazendo tudo que for necessário para o bom desenvolvimento da gestão escolar” disse aos conselheiros. O titular da SME falou ainda da importância do evento, que serviu também de preparação para a Conferência Estadual da Educação, que será realizada ainda este ano, e que, por sua vez, prepara para a Conferência Nacional da Educação (Conae), que ocorre em 2018. “É um trabalho árduo, mas um trabalho de base, que traz a sobriedade sobre a educação de nosso município. Estamos hoje dando mais um passo em direção a melhoria da qualidade que queremos alcançar para nosso município. Um dos passos democráticos que damos foi as eleições para os conselhos escolares . O próximo passo será a eleição para diretores que as nossas escolas também farão”, garantiu.

Depois da fala do secretário e do prefeito, a professora Adriana Chilante proferiu uma palestra com o tema “Plano Municipal de Educação, Fórum Municipal de Educação e conselhos escolares – gestão democrática na prática”. Em seguida, foi a vez das professoras Elaine Ferreira (vice-presidente do Conselhos Municipal de Educação), Greisiane Gonçalves (assessora da SME) e Fernanda Ramos Martins (assessora da SME) falarem dos oito eixos em que está dividida a Conae, que discutirá o monitoramento e avaliação dos planos de educação. No final, elas fizeram uma rápida explanação sobre o blog http://conaeesteio2018.blogspot.com.br, que traz informações sobre a Conae e sobre o Plano Municipal de Educação.

 

Texto: Djalma Corrêa Pacheco

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1