20170526 AndreCardoso LimpezaArroioEsteio 001
Foto: André Cardoso
Dar uma resposta mais rápida e eficiente da Prefeitura de Esteio em situações de desastres é o objetivo do Plano Municipal de Proteção e Defesa Civil (Placon). O texto tem o planejamento e as estratégias para cada secretaria e órgão da Administração Municipal em caso de necessidade de enfrentar, por exemplo, cheias e enxurradas na cidade. O documento será assinado na sexta-feira (7), às 10h30min, em um ato no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU – final da Rua Rio Grande), uma das regiões de Esteio que mais sofreu com inundações em anos recentes.

 

Para a elaboração deste plano de contingência, coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSMU), cada secretaria municipal apresentou um plano de ação em caso de desastres, descrevendo as suas tarefas, com o nome e telefone de um responsável para mobilizar as equipes e executar o trabalho previsto. “Se tiver a necessidade de um abrigo, vou precisar de bastante gente para receber as pessoas, organizar os espaços e a alimentação, assim como receber e distribuir donativos e materiais. Com o plano, eu sei quem faz parte da minha equipe e o que cada um tem como dever, ficando à disposição mais rápido para prestar atendimento”, comentou o titular da SMSMU, Roberto Damasceno.

 

Além do Placon, a Prefeitura mantém o foco no Programa Permanente de Manutenção Preventiva, trabalho de combate e redução dos transtornos em caso de enchentes no Município. As medidas de limpeza de arroios e canais do Município e de desobstrução de tubulações da rede estão tendo sequência, de forma a garantir a vazão das águas em caso de chuvas mais intensas.

 

Na manhã desta terça-feira (4), a questão da drenagem foi abordada em um encontro entre gestores municipais de Esteio e de Sapucaia do Sul. Há a preocupação de aumento de escoamento de águas da cidade vizinha em direção a Esteio, devido à impermeabilização do solo e às galerias instaladas sob a RS-118 com as obras de duplicação. O objetivo é buscar unir forças para encontrar soluções que possam servir para as duas cidades.

 

Texto: Eduardo Baratto Leonardi