20170520_DjalmaCorreaPacheco_MutiraoLimpeza_012
Foto: Djalma Corrêa Pacheco
Após votação na Câmara Municipal de Vereadores na noite da terça-feira (30), foi aprovado o Plano Diretor de Manejo das Águas Pluviais de Esteio. O projeto, pioneiro no Estado, foi iniciado em 2015 e mapeia com detalhes todos os pontos de micro e macrodrenagem das águas das chuvas no município. Com a aprovação, a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SMDUH), responsável pelo Plano Diretor, poderá projetar, com mais agilidade, alternativas possíveis para a minimização das cheias no Município e ter um melhor acesso a recursos federais para a realização desses projetos.

 

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SMDUH), Marcelo Kohlrausch, a aprovação do projeto é um avanço para a cidade. “Esteio continua crescendo e a nossa rede de drenagem permanece defasada e comprometida. Por isso, é importante enfrentar esse desafio em conjunto entre a comunidade e o Poder Público. Essa legislação vem para pensarmos numa cidade melhor. Além disso, Esteio está à frente dos demais municípios da região por já possuir esse planejamento”, afirmou.

 

O Plano Diretor reúne informações georreferenciadas, incluindo o mapeamento topográfico, de todas as cerca de 5,7 mil bocas de lobo e mais de 300 quilômetros de redes e canais de Esteio. A situação atual da capacidade de vazão das águas considera também o uso do solo e a evolução do adensamento urbano, bem como outros fatores que afetam a retenção e escoamento das chuvas. Já os cenários futuros levam em conta, além do município, os planos diretores de cidades vizinhas que compõem a Bacia Hidrográfica do Arroio Sapucaia. Os dados foram inseridos em um software, o Sistema de Informações Geográficas, que facilitará a elaboração de projetos e o trabalho dos técnicos da Prefeitura.

 

Texto: André Cardoso