Foto: Gabriel Valença
Foto: Gabriel Valença
Pelo terceiro ano consecutivo, alunos do Centro Municipal de Educação Básica (CMEB) Santo Inácio participarão da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), em São Paulo. A edição deste ano, a 15ª do evento, ocorre entre os dias 21 e 23 de março, e contará com o projeto de dois esteienses, únicos classificados da rede municipal de ensino.

Os estudantes Wellinton Freitas e Gabriel Silvério, ambos de 14 anos, se classificaram na categoria Engenharia ao vencerem a Feira Municipal de Ciências e Ideias de Esteio (Femuci) com o projeto Reutilização de fios e minimotores descartados. Realizada em outubro passado, a feira esteiense tem entre suas premiações a classificação para participação na Febrace.

As pesquisas dos estudantes para desenvolver o projeto teve início em 2016. Ele visa atender às crianças e adolescentes com dificuldades de locomoção, permitindo a elas desenvolver suas atividades. “Foi pensando em alguns problemas pelos quais as pessoas com deficiência passam que nos motivou a fazer este projeto”, afirma Wellinton. O estudante Gabriel ressalta que isto busca diminuir a quantidade de lixo eletrônico em circulação e dará nova utilidade para estes materiais. “Nos motivamos a realizar esta pesquisa também para dar uma nova destinação ao material reciclável e diminuir o descarte com o reaproveitamento do lixo”.

Quanto à expectativa de participação na Febrace, eles estão indo pela primeira vez para a feira e falam que farão o melhor que puderem na apresentação do projeto. Eles dizem que o principal objetivo da ida a São Paulo é a possibilidade de novos aprendizados, mas que mesmo assim não deixam de lado o desejo pela premiação do evento.

Os alunos relatam que pretendem continuar com as pesquisas e aprofundá-las para buscar novas soluções dentro do que é objeto do trabalho deles. Dizem também que o incentivo à pesquisa na rede municipal de ensino é importante, pois faz com que os estudantes busquem soluções para os problemas presentes na sociedade.

A professora-orientadora do projeto, Ana Seitenfus, relata que os alunos autores do projeto puderam colocá-lo em prática na sala de recursos da CMEB Santo Inácio. “Com autorização dos pais, conseguimos colocar o projeto para ser utilizado por crianças com dificuldades de locomoção. Os resultados foram muito satisfatórios”, diz a professora. O diretor do CMEB Santo Inácio, Marco Martins, fala que é importante haver um incentivo da escola às pesquisas dos alunos. “O reflexo disso é a terceira participação consecutiva de alunos da instituição de ensino na feira nacional”, aponta.

Wellinton, Gabriel e a professora Ana irão para São Paulo na próxima segunda-feira (20). Para quem quiser ajudar os alunos esteienses, haverá votação nos projetos participantes da feira pela internet, basta acessar o link: http://2017.febrace.org.br/virtual/2017/mapa, na categoria Engenharia, código ENG077.

Texto: Gabriel Valença