Fotos: Jean Peixoto
Fotos: Jean Peixoto
Direitos e deveres do cidadão, educação fiscal, orçamento público, impostos e patrimônio público. Com base nesses temas, a professora Claudia Corrêa da Costa conduziu a primeira aula do projeto Tá na Hora, sobre Educação Fiscal, para os alunos do 5° ano do Centro Municipal de Educação Básica (CMEB) Flôres da Cunha na manhã desta quinta-feira (16).

O projeto Tá na Hora faz parte do o Programa Municipal de Educação Fiscal (PMEF), organizado pelas secretarias municipais da Fazenda (SMF) e da Educação (SME). O PMEF estava paralisado em Esteio desde 2013 e foi retomado pela atual gestão. O CMEB Flôres da Cunha é o primeiro colégio da rede municipal a receber as oficinas sobre Educação Fiscal, que acontecem todas as segundas, terças e quintas-feiras pela manhã.

No espaço cedido pela diretora Carla Bertotto Hofmann, os 20 alunos deram início às atividades apresentando um teatro sobre os temas propostos no início da aula. Na sequência, os pequenos dividiram-se em sete grupos, cada um com um tema diferente, para confeccionarem cartazes explicativos que foram apresentados aos colegas.

Moradora da Vila Esperança, Júlia Borges de Oliveira, 10 anos, contou que aprendeu sobre a importância da nota fiscal durante a aula. “Aprendi que se eu comprar uma bola no camelô e estiver estragada, eu não vou poder trocar porque eles não dão nota fiscal”, lembrou. Membro do mesmo grupo de Júlia, Gustavo Nascimento Barcelos, 10 anos, comentou que ele é quem teve a ideia para o cartaz do grupo. “Eu tive uma ideia para escrever sobre o Orçamento Público. Sobre como ele ajuda o município a ganhar dinheiro”, disse.

No grupo ao lado, o tema do cartaz produzido era “Educação Fiscal”. Concentradas na produção, Maria Eduarda Botelho e Nicole Padilha Justo, ambas com nove anos de idade, respondiam às questões sem desviar o olhar do seu trabalho. “A Educação Fiscal é importante pra gente fazer tudo certo, sempre com a notinha fiscal”, disse Nicole. O mais velho do grupo, João Vitor Silva Ferreira, 10 anos, complementou o comentário das colegas. “A nota fiscal é importante pra melhorar o município. Com esse dinheiro, dá pra melhorar os postes de luz, construir escolas, melhorar hospitais e cuidar dos prédios públicos”, finalizou.

Para possibilitar que mais profissionais da Educação estejam aptos a ministrar aulas sobre Educação Fiscal para os alunos de outras escolas no município, as secretarias responsáveis pelo PMEF, em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf), estão oferecendo uma capacitação aos professores interessados.

Últimos dias de inscrições para curso de Disseminadores de Educação Fiscal

As inscrições para o curso de Disseminadores de Educação Fiscal se encerram nesta sexta-feira (17). Os interessados devem preencher a ficha de inscrição, que segue em anexo, e enviar para a tutora Claudia Corrêa da Costa pelo e-mail educacaofiscal@esteio.rs.gov.br. Professores municipais de qualquer nível terão prioridade na matrícula. As aulas são gratuitas e à distância e o curso tem vagas limitadas. Ao total, serão 120 horas de capacitação, que começa no dia 3 de abril e vai até o dia 4 de junho.

 Inscrições para o curso de Disseminadores de Educação Fiscal

Até quando: Sexta-feira (17)

Como fazer: Preencher ficha de inscrição e enviar para o e-mail educacaofiscal@esteio.rs.gov.br
*Não poderá haver desistência após a inscrição

Clique aqui para preencher a ficha de inscrição

 Texto: Jean Peixoto

gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1
gallery1 gallery1 gallery1