Fotos: Djalma Corrêa Pacheco
Fotos: Djalma Corrêa Pacheco

A Defesa Civil de Esteio interditou, na tarde desta quinta-feira (16), os blocos 33 e 34 do Residencial Rossi. O motivo é o risco de desabamento dos dois blocos, causado por uma obra de esgotamento sanitário que uma empresa terceirizada da Corsan está fazendo na Rua Liberdade, que fica nos fundos do condomínio.

Com os trabalhos, parte do terreno sob o prédio foi retirado, trazendo riscos aos moradores. A obra também foi interditada enquanto a empresa não resolva o problema.


Ainda na noite desta quinta-feira, a terceirizada da Corsan deve começar a restabelecer a fundação do prédio. Para isso, devem ser utilizadas chapas de aço e concreto.


O vice-prefeito Jaime da Rosa, o secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Roberto Damasceno, e o coordenador da Defesa Civil, Alexandre Gamboa, estiveram no local falando com os moradores. Eles explicaram que, como se trata de uma obra em terreno particular, a Prefeitura não tinha responsabilidade de fiscalização. Ainda assim, a Administração Municipal está fazendo todos os contatos e cobranças para se restabelecer, o mais rápido possível, a segurança do local.

gallery1 gallery1 gallery1
 

 

Texto: Djalma Corrêa Pacheco